sexta-feira, 10 de setembro de 2010

No meio do caminho

Ela, sempre distraída, chuta uma pedra.
- No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio do caminho. diz uma voz desconhecida.
Ela sorri.
-Não sei se você riu para mim ou de mim, mas não importa, ganhei o primeiro sorriso, queria saber quando ganharei o segundo.
E ali ele ganhou o segundo sorriso... o terceiro...

3 comentários:

primaverasdesetembro disse...

jocoso =).

to sumida, mas sempre volto. E você, anda chutando pedras, feito eu..

Flores.

Alexandre Fernandes disse...

A que bonito Paulinha.

Coisas assim são tão encantadores. Encontros sublimes que se fazem plenos nos pequenos gestos.

=)

Beijinhos.

Jaya Magalhães disse...

Os melhores, todos foram ganhos. Aposto! E o mais lindo ainda é quando, de um momento para outro, você passa a sorri-lo. O nome dele grudado nos dentes. (:

Sinto falta disso, porque, quando é assim, as pedras são apenas um detalhe. São essas miudezas que guardam as melhores histórias.

Teu fragmento é lindo, moça.

____________

Plágio, realmente, não é de Deus! Fico virada com essas peruas sacanas que me copiam. Mas depois eu relaxo, né. Tudo fica bem.

Ah! Quando você encontrar Matheus novamente, dá um beliscão nele [onde você quiser - haha] com os meus cumprimentos.

Beijão.