terça-feira, 23 de março de 2010

Mudanças


"Mude, mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a
velocidade." (Edson Marques)







E ela reclamava de tudo, de seu cabelo, seu corpo, seu ócio, suas unhas, dos mesmo lugares. Durante a noite planejava o dia seguinte, coisas novas, coisas boas, mudanças, mas nunca mudava nada, nunca fazia nada para mudar o que desejava e continuava reclamando, infeliz. Mas que direito ela tinha de reclamar se não fazia nada para mudar?

E o tempo não parava, as pessoas não paravam, a vida continuava. Apenas ela continuava estagnada em algo que não desejava ser. Seria medo, seria preguiça ou acomodação? Deveria haver alguma explicação!

"(...)Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já
conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança,
o movimento, o dinamismo, a energia.

Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco,
sem o qual a vida não vale a pena !!!" (Clarice Lispector)

5 comentários:

Marcelo Mayer disse...

se tiver alguma explicação, perde a graça

Carolina disse...

Ei Paulinha!

Saudades de vc...

Eu compartilho dessa situação. A vontade de tornar as coisas melhores, de fazer mais por mim, de me dedicar mais aos meus objetivos e, ao mesmo tempo, a falta de ânimo, de coragem ou, sei lá do que, me impedindo.
Não sei que conselho seria melhor.

Mas como disse a Clarice: "a direçaõ é mais importante que a velocidade"

Acho que ela já encontrou o caminho certo, uma vez que admitiu a necessidade e desejou uma mudança. Agora, "aponta pra fé e rema".

P.S.: o resultado do gabarito não foi legal. Fiquei triste, decepcionada comigo mesma, mas, estou confiante em novas oportunidades. Um dia eu chego lá!

Beijos, querida! =)

Taty... disse...

Sobre a chegada do amor
"Meu bem, preste bem atenção:
o amor não chega sempre pela porta da frente,
arrebentando tudo.
ele pode vir pela porta dos fundos,
de mansinho,
e disfarçado de delivery da farmácia."
Me lembrou vc!

Alexandre Fernandes disse...

As vezes falta vontade. Mas é normal em um momento nos sentirmos debilitados. Mas como uma tempestade isso passa. Logo estamos semeando nossa plantação e construindo nosso caminho.

não se muda necesariamente, mas se renova.

=)

Beijinho.

Jaya Magalhães disse...

Paulinha,

Vai ver é isso. Precisa-se da direção. Depois, em passinhos miúdos, conquista-se a inteireza. Tem que ser assim, não?

A mudança é permanência na vida.

Um beijo.

P.S.: Obrigada por todo o carinho, viu? (: