terça-feira, 15 de setembro de 2009

Coincidências, sinais e paixões

"Mas sei bem o que quero aqui: quero o inconcluso." (Clarice Lispector)

Coincidência? Não poderia ser, foi tudo muito perfeito, uma plena sincronia de atitudes. Acreditava em sinais, mas será que eram bons ou ruins? Se era um sinal, haveria de ser bom, sinal negativo? Não era muito coerente. Por isso, ela preferia acreditar que eram positivos, apesar de nem tudo ter sido tão bom.
Ainda ontem desejava a ele e muito! Hoje já era um outro. As coisas com ela aconteciam assim, se encantava e, simplesmente, se desencantava, como em um passe de mágica.
Se apaixonando, sempre! No fundo desejava aquele que a fizesse ficar sem ar, não somente empolgada. Estava cansada de suas paixões, já havia tido paixões suficientes e aproveitado cada uma delas.
Voltava a pensar em sua coincidência, foi um sinal bom - desejava! Ele a deixava tremula, talvez conseguisse a deixar sem ar, talvez...

"A harmonia secreta da desarmonia: quero não o que está feito, mas o que torturosamente ainda se faz." (Clarice Lispector)

7 comentários:

Késia Maximiano disse...

Ai então a busca cessaria e seria tão bom...

Beijo

Coração Alado disse...

sei bem como é esse negócio de estar sempre se apaixonando...
e a gente sempre espera mesmo que dessa vez, não passe.
então, tomara que você fique sem ar!!

um beijo!

R.Vinicius disse...

O talvez como a ausência "deixa confuso" o sentido. Acho legal que tenha encontrado um novo rumo. Colegas de Psicologia? Seria legal. Abraço.

Fernanda disse...

Viva!

Porque não há nada melhor do que viver apenas de começos!!! =D


Bjos, Paulinha!


=*

.Intense. disse...

Te achei fuçando e mexendo e visitando os seguidores do Excesso Intenso - coisa rara que faço qdo tenho tempo. Li por aqui, lá de baixo aqui pra cima...gostei mto do que li e, qdo cheguei nesse post, interligando vc gostar de Caio F. (ao menos presumo que sim...), lembrei de algo que li dele, ainda hoje...

"Uma pessoa não é um doce que você enjoa, empurra o prato, não quero mais."

Só pra pensar...
;)
;*

Jaya disse...

Já te li aqui e tava sem conseguir comentar. ¬¬

Eu não acredito em sinais, moça. Mas acredito em você, formada com um pedaço de todas essas paixões que já passearam em teu coração. Por isso, tão mais doce, com direito a viver toda a falta de ar possível.

Um beijo.

Lucas Lima disse...

olha, muito bom teu blog, teus escritos, as citações perfeitas, gostei mesmo...
bons dias