segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Cores

Ela olha pela janela. Gotas de chuva caem lá fora. Dia cinza. Cinza como sua vida. Um suspiro! Ela pensa nas cores, não nas cores que já a pertenceram um dia, mas nas cores que ela deseja que lhe pertençam. Sonhar não era proibido. Pelo contrário, ela acreditava que se sonhasse, talvez, aconteceria. Ela mentia. No fundo ela sabia que nada acontecia da forma como ela sonhava. Mas gostava de sonhar, porque, por alguns instantes, acreditava que o sonho era a realidade.
A chuva para. O dia parecia querer mostrar suas cores. Mas ainda assim continuava cinza. Não que ela não gostasse do cinza, o cinza a agradava, mas faltava um roxo, um verde, ou até um vermelho, o cinza sozinho era triste. Uma lágrima escorreu, não sabia distinguir se era felicidade ou tristeza, ao pensar que o cinza um dia se vai.

5 comentários:

M.G. disse...

Que lindo seu texto!
E a vida é feita de sonhos, só sonhos...
Vamos nos permitir né gata.
E não se conhecer é bom, aumenta a emoção!
Um dia você se sente assim, no outro não mais assim, no próximo assim de novo e mesmo que os dias mantenham uma certa frequência sentimental você nunca sabe o que vai estar sentindo amanhã.
Ou se o que sentiu ontem foi verdadeiro.
Só quando aparecer alguém e algo que você ame de verdade. Abrace com força e diga: 'ei, vem viver a vida com amor ...'

Sweet disse...

"eu ando pelo mundo prestando atenção em cores que não sei o nome, cores de almodovar, cores de frida kahlo, cores"


Sempre precisamos de cores.
Cores pra vc!

as viciadas disse...

Cores alegram qualquer dia baby!
Até mesmo o cinza!

Tornam tudo mais facil!
bjus
Viciada M.

Fernanda disse...

Daqui a pouco o dia cinza descarrega...
e veremos as gotas de água cair do céu...
[substituindo a gota de lágrima no rosto...]
o Sol assim surge...
e depois...
o arco-íris irradiará todas suas CORES!!! =D

Camila Fontenele disse...

Lindissimo, gostei da parte em que diz: Ela gostava de sonhar, também sou assim!