quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Direção



"Praia repleta de rastros em mil direções; Penso que todos os passos perdidos são meus"
(Chico Buarque)



Quando ela ouviu sua voz, seu coração parou. Será que era amor, pensou! Não, ela sabia que não o era. Mas era bom. E como era. Lembrava do seu sorriso, suas mãos, seus cabelos, e suspirava!
Tinha dias que se sentia confusa. Não o queria mais, enquanto em outros, o desejava mais que tudo. Rezava e pedia, uma luz, uma direção, não aguentava mais viver dessa forma. Sem saber por onde seguir.
Hoje ela sentia saudades, e um aperto no peito. Mas não sabia explicar nada disso, nem se era por ele. Por vezes desejava que fosse, em outras tinha medo que fosse. 'Ó Deus!' - exclamava.
Ela sorriu, nesse momento uma paz de espírito a infestou. Coisas boas em sua direção? Quem sabe... Ela ainda sorria.



"Um marinheiro me contou; Que a brisa lhe soprou; Que vem aí bom tempo"
(Chico Buarque)

5 comentários:

Fernanda disse...

Paradoxo...

Querendo ou não... é ele que dá beleza à vida... =D

M.G. disse...

O segredo é: usar o segredo, bem usado!

Sweet disse...

"Praia repleta de rastros em mil direções; Penso que todos os passos perdidos são meus"

ótima escolha da música.
=~~

Jéssica, a antropofágica disse...

Ah, Paula, já até perdi a conta de quantas vezes já senti isso. Ébom, mas dói demais,´né não?
Nossa, gostei muito daqui, principalmente com o Chico permeando esse lugar e fazendo tudo florescer!
Vou te linkar e seguir!
;)
Beijos

EFS*** disse...

uma coisa meio incomoda... sei lá... um tipo de espinho em cada frase que voce redige!

Parabens!

Beijos!