quarta-feira, 19 de agosto de 2009



"Há tanta dor nesse jogo de procurar um parceiro, de testar, tentar. E a gente se dá conta subitamente de ter esquecido que era só um jogo, e vai embora chorando."
(Sylvia Plath)






Feliz
. Por mais incrível que pareça, esse era o estado de espírito dela hoje. O que mudou? Absolutamente nada. Ela ainda continuava entrando e saindo nos seus jogos de procurar um parceiro (a tal cata de prazeres), mas dessa vez ela se sentia diferente. Dessa vez ela sentia uma alegria súbita, ao contrário de todas as outras vezes. E por mais que as coisas continuem da mesma forma, ela se sente bem. Talvez seja o futuro. O futuro diz a ela que dessa vez será diferente. E ela torce para que 'ele' esteja certo.

6 comentários:

Quimera Onírica disse...

Nós torcemos! =)

Leiloka disse...

Arrasou amapô!!!

Jéssica Nega disse...

Arrasou mesmo!
Você simplesmente descreveu como estou me sentindo ultimamente!

Obrigada pelo elogio, fiquei encantada!
Você tem muito talento.

Um beijo.

Paz... disse...

"dessa vez será diferente..." quem dera se sempre ele estivesse certo.

ficou lindo aqui hein... parabéns!

Jaya disse...

Paulinha,

Amei a nova cara daqui, viu?

E tua postagem... Ah! Que seja belo em toda a sua diferença. O que se iguala não traz efeitos pra dentro, né? Que o novo seja essencial.

Um beijo.

André Bezerra disse...

é por ter essa alegria do nada!
ter esperança!
sao bons sentimentos!